Santa Catarina decreta estado de emergência devido a estragos causados pela chuva

Andreza Rossini


A Defesa Civil decretou estado de emergência em sete municípios de Santa Catarina devido as fortes chuvas que atingem as regiões sul e sudeste do estado. Há alerta para risco de inundações e deslizamentos. O órgão colocou vários córregos em estado de “alerta” ou atenção.

Segundo balanço divulgado às 8h desta terça-feira (6) pela Defesa Civil, mais de 27,6 mil pessoas foram afetadas pelos temporais em 88 municípios.

“A boa notícia é que baixou 1 cm do Rio. Espero que baixe a chuva e não piore a situação. Os donos das lojas retiraram tudo o que podia estragar. Estamos esperando que a chuva não venha para que possamos trazer melhoras”, afirmou. “É uma situação grave e triste”, disse.
A Defesa Civil de SC encaminhou para os abrigos itens de assistência humanitária. Para Lages, foram 610 cestas básicas; 610 kits de limpeza; 2.036 kits de higiene pessoal; 83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro. Para Rio do Sul fora 147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza; 50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.

Previsão do tempo

O Instituto Meteorolígico Epagri emitiu alerta para o volume elevado de cuva até a próxima sexta-feira (9) para todas as regiões do estado.

A previsão é de chuva frequente nos próximos dias, com volume elevado de chuva, entre 10 e 30 mm entre hoje (6) e amanhã (7) e até 60 mm na quinta-feira (8).

As regiões mais críticas são no Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul onde deve chover em torno de 100 mm,

Na sexta-feira (9) as temperaturas sofrem queda devido a uma frente fria com intensa massa e ar frio que chega ao estado.

Recomendações da Defesa Civil

Alagamentos/Inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Deslizamentos de terra: deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros 193.

Tempestades com descargas elétricas (raios) e ventos fortes: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade.

Confira os rios com alerta de emergência

Rio Carah/ Lages / Nível do rio 7,26 / Situação: Emergência Condição / Baixando

Rio Uruguai / Itapiranga / Nível 977 m / Situação Emergência / Baixando

Rio do Peixe / Joaçaba/ 4,84 m / Situação de Atenção / Baixando

Rio Tijucas / São João Batista/ Nível 5,64 / Em alerta/ Baixando

Rio Canoas / Otacílio Costa / 9,13/ Emergência / Subindo

Rio Itajaí / Blumenau / 8,50 / Emergência / Subindo

Rio Itajaí / Brusque / 5,80 / Alerta/ Subindo

Rio Itajaí / Rio dos Cedros/ 3,27/ Atenção / Baixando

Rio Itajaí / Ibirama / 3,10/ Alerta/ Subindo /

Rio Itajaí / Apiúna / 6,09/ Atenção / Baixando

Rio Itajaí / Ituporanga / 2,76/ Alerta/ Baixando

Rio Itajaí / Taió / 7,55/ Emergência / Subindo

Rio Itajaí / Rio do Oeste / 9,03 / Emergência / Subindo

Rio Itajaí / Rio do Sul/ 10,89/ Emergência /Subindo

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="435607" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]