Sarampo: Paraná confirma mais 25 casos em uma semana

Redação

sarampo, paraná, casos confirmados, vacina, imunização, curitiba, região metropolitana, campanha, boletim, boletim epidemiológico, infecção, contágio, sintomas, doença - creative commons

O Paraná confirmou mais 25 casos de sarampo. A informação consta no boletim semanal divulgado hoje (20) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde). Assim, o Paraná chega a 875 casos desde agosto do ano passado.

Além disso, as autoridades de saúde ainda investigam outros 1.740 casos suspeitos. Exames clínicos e laboratoriais precisam ser feitos para confirmar ou descartar as suspeitas.

Curitiba e região metropolitana concentram mais de 90% dos casos confirmados no Paraná. A faixa-etária mais atingida pelo sarampo é a de jovens com idades entre 20 e 29 anos.

Na sequência, conforme o boletim da Sesa, aparecem crianças e jovens com idades entre 10 e 19 anos. A terceira faixa-etária mais afetada pelo sarampo, conforme o boletim, é de adultos entre 30 e 39 anos.

VACINA PREVINE CONTRA O SARAMPO

A única forma de prevenir contra o sarampo é por meio da vacina. A imunização está disponível gratuitamente da rede pública de saúde.

“Estamos em plena campanha nacional de vacinação contra o sarampo. Nosso foco são os jovens, mas também estamos imunizando de forma seletiva”, explicou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

“De acordo com o histórico vacinal, todo o público de cinco até 59 anos pode garantir a vacina”, completou.

sarampo, paraná, casos confirmados, vacina, imunização, curitiba, região metropolitana, campanha, boletim, boletim epidemiológico, infecção, contágio, sintomas, doença - sesa
Curitiba e região metropolitana concentram 90,17% dos casos do Paraná (Reprodução/Sesa)

DOENÇA E SINTOMAS

Conforme a Sesa, o sarampo é uma doença infecciosa, altamente contagiosa e pode ser contraída por pessoas de qualquer idade.

Transmitido por meio da fala, tosse, espirro e respiração, o sarampo pode levar a complicações como meningite e pneumonia.

De acordo com as autoridades da saúde, os sintomas mais comuns incluem febre alta e tosse. Além disso, o sarampo se manifesta por meio de coriza, conjuntivite e manchas avermelhadas na pele (que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo).

Outros sintomas possíveis são cefaleia (dor de cabeça), indisposição e diarreia também podem ocorrer.

No Paraná, atualmente, a cobertura da vacina que previne o sarampo varia entre 92,59% e 89,81%. Conforme o Ministério da Saúde, a meta é manter mais de 95% da população imunizada.

Previous ArticleNext Article