Paraná precisa investir R$ 5,3 bi até 2035 para garantir abastecimento de água, diz ANA

Um relatório de abrangência nacional publicado pela ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico) avalia que o Par..

Redação - 19 de outubro de 2021, 17:53

Divulgação/Sanepar
Divulgação/Sanepar

Um relatório de abrangência nacional publicado pela ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico) avalia que o Paraná precisa investir pelo menos R$ 5,3 bilhões até o ano de 2035 para garantir o abastecimento universal de água.

A informação consta no Atlas Águas – Segurança Hídrica do Abastecimento Urbano, publicado nesta segunda-feira (18) pela agência. O levantamento avalia as condições de segurança hídrica do Brasil.

Segundo o Atlas, para garantir a universalização do abastecimento de água, o Paraná deve investir mais do que a média dos outros estados da região. Os R$ 5,3 bilhões apontados pela ANA representa mais de 38% dos investimentos da região Sul.

Conforme a publicação, a maior parte dos investimentos - R$ 3,3 bilhões, ou 62% - é necessária para a produção de água. Outros R$ 2 bilhões (38%) seriam necessários para garantir a distribuição do recurso.

SEGURANÇA HÍDRICA NO PARANÁ

Segundo o Atlas Água, publicado pela ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico), 52% dos municípios do Paraná foram classificados como sedes com segurança hídrica baixa ou média.

A situação atinge 14% da população do Estado.

"Dentre as infraestruturas em produção de água recomendadas, pode-se destacar a ampliação dos Sistemas Adutores de Curitiba, Cambé–Londrina, Miringuava, Irá, Pinhais, Ponta Grossa, Cianorte, Pato Branco e Telêmaco Borba", diz o relatório.

O Atlas também aponta a necessidade de novas captações dos sistemas adutores de Toledo, Paranavaí, Umuarama, Foz do Iguaçu e Campo Mourão.

O relatório completo por estado pode ser acessado por meio deste link.