Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Mudança em sistema de lixo renova tratamento, mas preocupa trabalhadores

Lenise Klenk, BandNews FM Curitiba A população de Curitiba pode enviar até 14 de setembro comentários e sugestões para o..

Narley Resende - 16 de agosto de 2016, 23:08

Lenise Klenk, BandNews FM Curitiba

A população de Curitiba pode enviar até 14 de setembro comentários e sugestões para o novo modelo de coleta e transporte de resíduos da cidade. Depois da consulta pública, a Prefeitura lança um edital de concorrência internacional para selecionar a empresa que vai prestar o serviço nos próximos 15 anos.

ANÚNCIO

Moradores de Curitiba, representantes de associações e de trabalhadores participaram nesta terça-feira (16) da audiência pública de apresentação do projeto de parceria público-privada, uma PPP, que prevê os detalhes do novo modelo. A sessão foi marcada por uma manifestação de trabalhadores que atuam na limpeza e coleta de lixo.

Eles ocuparam quase a metade do auditório do Mercado Municipal de Curitiba. O Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação (Siemaco) apresentou uma proposta que prevê garantias aos trabalhadores. Entre as sugestões, está a de que a empresa vencedora da licitação contrate os cerca de 2.500 profissionais que hoje são funcionários da Cavo, atual prestadora dos serviços.

O secretário Municipal do Meio Ambiente, Renato Lima, diz que o edital de licitação vai prever uma recomendação para que a empresa vencedora incorpore os trabalhadores que já atuam no setor.

A Parceria Público Privada também prevê recursos adicionais de R$ 2,5 milhões por ano para apoiar ações de cooperativas de coletores de recicláveis. A empresa vencedora ainda vai ter que investir em campanhas de conscientização da população e educação ambiental.

A expectativa é de que o novo serviço comece a funcionar no primeiro semestre do ano que vem. Em 2017, a Prefeitura vai abrir outra licitação, para contratação de uma empresa que vai ficar responsável pelo tratamento de resíduos.