Seripa investiga causas de acidente áereo em Cambé

Andreza Rossini


Por Julio Cesar Lima – Integrantes do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa V) iniciaram na tarde de segunda-feira (1º), as investigações para identificar as causas que provocaram a queda de uma aeronave, em Cambé, na Região Metropolitana de Londrina, que provocou a morte de oito pessoas. Seis delas devem ser enterradas nesta terça (2), quatro corpos estão sendo velados em Engenheiro Beltrão (PR) e dois em São José do Rio Preto (SP).

Oito pessoas morrem em queda de avião no Paraná

Miguel Viana Barion, 9, Maria Clara Castro Viana Pereira, 7, Maria Cândida Castro Viana Pereira, 15 e Marilene Ribeiros dos Santos. Já os corpos do piloto Antônio Viçoti e do copiloto Henrique Moisés Cardoso estão na cidade paulista.

Em entrevista ao jornal Folha de Londrina, o capitão Marlon da Fonseca Sampaio, do Seripa V, disse que o piloto identificou problemas antes da queda e que chegou a comunicar uma torre de controle em Londrina. “O pessoal do controle de área de Londrina nos informou que a aeronave declarou emergência e que um dos motores não estava funcionando. É uma linha para a gente seguir, mas tudo é muito preliminar ainda”, disse ao jornal.

Na busca realizada nos escombros foi encontrado o plano de voo. Também foram recolhidas peças que podem ajudar na investigação. Após isso, será encaminhado um relatório ao Cenipa para as constatações sobre a causa do acidente.

O avião Navajo havia partido de Várzea Grande (MT) em direção a Londrina e as vítimas voltavam de um casamento. Os mortos eram familiares do presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas do Brasil (Fenatracoop), Mauri Viana, que chegou a se candidatar ao Senado em 2014 no Paraná.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="376366" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]