Serpentes andam livremente pelo Passeio Público; Veja o vídeo

Serpentes que fazem parte da vida animal do Passeio Público, em Curitiba, estão aproveitando os dias de sol na cidade pa..

Ana Cláudia Freire - 30 de abril de 2020, 13:16

Cobras-do-milho ou corn snake descansando no topo de uma árvore no Passeio Público/Divulgação
Cobras-do-milho ou corn snake descansando no topo de uma árvore no Passeio Público/Divulgação

Serpentes que fazem parte da vida animal do Passeio Público, em Curitiba, estão aproveitando os dias de sol na cidade para passear livremente pelo espaço.

Com o Passeio Público fechado por conta do isolamento social, para a contenção do avanço da Covid-19, a prática de deixar os animais saírem dos terrários ficou mais flexível.

As cobras, que tinham apenas as segundas-feiras para passear - dia em que o Passeio Público fecha normalmente para visitação, agora ganharam um "bônus" para sair, como explica o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo.

" Já temos o hábito de libertar as serpentes do terrário, uma vez por semana, sempre nas segundas quando o passeio está fechado. Embora o terrário tenha sido construído e pensado para que elas possam ativar seus instintos naturais,  sempre há uma limitação. Então, agora elas ganharam um bônus e estamos flexibilizando as saídas e passeios em mais dias", afirma Edson Evaristo.

São três espécies de serpentes que fazem parte do serpentário do Passeio Público: a cobra-de-milho ou corn snake, a jiboia e a pitón.

Durante o passeio pelo sol, que dura e média 40 minutos, as cobras sobem nas árvores e são monitoradas por tratadores.

CONFIRA O VÍDEO DO PASSEIO