Serviços de reprodução assistida serão oferecidos pelo SUS no PR

BandNews FM Curitiba

O Paraná vai ser o primeiro Estado do país a incluir os serviços de reprodução assistida pelo sistema público de saúde. Nesta terça-feira (05), a governadora Cida Borghetti lançou um edital para credenciar esse tipo de serviço no SUS. A medida é inédita e faz parte de ações que estão sendo feitas para reforçar o atendimento da saúde da mulher.

O serviço vai envolver o aconselhamento genético, inseminação artificial e reprodução assistida às mulheres com dificuldade de engravidar.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Antônio Nardi, a novidade vai fortalecer toda a rede de atenção à saúde da mulher. “Estão incluídos a atualização dos protocolos de planejamento familiar além da garantia de insumos como pílulas, minipílulas, colocação de DIU e capacitação de toda a nossa rede de profissionais para esses procedimentos”, destacou.

Outra novidade é a ampliação do teste do pezinho, que vai passar a identificar 11 tipos de doenças raras. Segundo o secretário, a mudança será garantida com um convênio com a Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional, que terá R$ 1,2 milhão em investimentos.


O exame do pezinho precisa ser feito nas primeiras 48 horas de vida e é obrigatório para todos os nascimentos porque é a única forma de encontrar determinadas doenças raras, genéticas e hereditária.

Além disso, a governadora confirmou R$ 100 milhões para reforçar o atendimento à saúde da população de 53 municípios. “Essas novas ações contemplam não só as mulheres mas toda a família”, afirmou a governadora, no encontro que reuniu lideranças femininas de diversos setores. “São ações importantes, que abrangem desde a orientação e acompanhamento de uma gravidez até a saúde na primeira infância”, diz Cida.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook