Servidor da Ciretran é alvo de operação do Gaeco

Redação

empresas investigadas

Um servidor da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito) de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, é alvo de uma operação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público do Paraná,  na manhã desta terça-feira (3). São cumpridos dois mandados de busca e apreensão.

A investigação, iniciada há cerca de um ano, apura possíveis crimes de corrupção e falsidade ideológica envolvendo despachantes e o servidor. Segundo o Gaeco, elementos encaminhados pelo Detran-PR (Departamento de Trânsito do Paraná), apontam indícios de que o servidor recebia vantagens indevidas para patrocinar o interesse privado de determinados despachantes e de particulares perante o órgão de trânsito, facilitando a emissão de documentos em desacordo com a legislação e omitindo irregularidades em inspeções veiculares.

Os mandados são cumpridos na residência do suspeito e na 2ª Ciretran de Ponta Grossa.

Previous ArticleNext Article