Servidores prometem greve caso governo retire reajuste

Redação


A afirmação veio do deputado Professor Lemos do PT, que é membro da comissão de educação, na Assembleia Legislativa do Paraná, e está se reunindo frequentemente com as entidades sindicais dos servidores públicos do estado. “Em reuniões com a APP eles saíram do estado de greve, que é uma preparação para a greve, e estão pensando em começar a fazer greves no segundo semestre, caso o governo não cumpra o que ficou acordado com os servidores.” Professor Lemos continuou afirmando, “ o governador tem duas realidades a que ele mostra nas propagandas, que está tudo bem e a realidade que ele fala para os servidores, que não tem dinheiro para pagar os salários.”

O motivo da greve é a possibilidade do reajuste dos servidores para 2017 não ser pago pelo governo do estado. A mensagem do governador, que trata deste assunto, já está na casa, mas não foi votada ainda junto com a LDO (lei das diretrizes Orçamentárias), porque o presidente da Assembleia Ademar Traiano, do PSDB, decidiu esperar pela votação de dois projetos na Câmara Federal, que devem impactar diretamente nos orçamentos dos estados. “Há um monte de legislações que o estado vai ter que obedecer o pressuposto dessa lei, que é uma lei Federal, a PEC 241 , é mais complexa ainda, ela trata do limite do limite de gastos, fala de gastos com pessoal”. Disse Luiz Cláudio Romanelli do PSB, que é líder do governo na assembleia.

O discurso do deputado foi para explicar projetos de lei federal que ajudam os estados, em débito com a União, quitarem suas dívidas, mas para isso impõe regras. Já a oposição acredita que o atraso na votação da mensagem do governo, que terá que constar na LDO, não aconteceu ainda para que os políticos possam ganhar tempo, e não adotem medidas impopulares antes das eleições. “ A lei federal é válida para frente e não para o que já aconteceu. O acordo do governador Beto Richa com os professores é do passado, ele está pagando contas em atraso e não contas futuras.” Afirmou professor Lemos do PT.

Previous ArticleNext Article