Sesa vai explicar na Assembleia Legislativa os critérios usados para não prorrogar quarentena no Paraná

Angelo Sfair

quarentena, paraná, sesa, assembléia legislativa, covid-19, coronavírus

O diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde deve prestar esclarecimentos à Frente Parlamentar do Coronavírus, amanhã (16), na Assembleia Legislativa do Paraná. Nestor Werner Júnior deve explicar aos deputados quais são os critérios adotados pela pasta para a determinação de quarentenas mais restritivas em determinadas regiões do estado. Ontem (14), o Governo do Paraná decidiu não prorrogar as medidas de quarentena, apesar do recorde diário de mortes por Covid-19. O próximo encontro da Frente Parlamentar do Coronavírus está marcado para quinta-feira (16), às 10h.

De acordo com o deputado Michele Caputo (PSDB), coordenador do grupo, o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde também deve apresentar um balanço dos resultados efetivos do período de quarentena. Do dia 1º ao dia 14 de julho, as sete regionais com maiores taxas de incidência de Covid-19 foram submetidas a restrições mais severas na tentativa de frear a onda de contágio.

Apesar disso, o índice de isolamento social no Paraná não aumentou da forma como era esperado. Na semana anterior ao decreto, o índice variou entre 36% e 37%. Nas duas semanas de quarentena, o valor médio foi apenas 3% maior, de acordo com o monitoramento da empresa de tecnologia InLoco, que usa dados de georreferenciamento para estimar quantas pessoas estão em casa. O índice está muito abaixo daquele considerado ideal pela Secretaria de Estado da Saúde, que é de 50% a 55%.

Além de receber o diretor-geral da pasta, a Frente Parlamentar do Coronavírus também vai propor reuniões semanais com outras comissões temáticas da Assembleia Legislativa. Entre elas, a Comissão da Educação, que deve participar dos debates em torno da volta às aulas, ainda sem previsão no Paraná. As sessões são públicas e podem ser acompanhadas pela internet e pela televisão.

Previous ArticleNext Article