Sobrinha de Moro sofre sequestro relâmpago no Paraná; ministro não comentará o caso

Redação

moro sobrinha paraná

A sobrinha do ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, foi vítima de um sequestro relâmpago em Maringá, na região norte do Paraná, na noite desta segunda-feira (17). Ela estava com o namorado, que foi agredido com chutes na cabeça e teve de ser encaminhado ao hospital. Já ela teve seus pertences roubados, inclusive o celular, após ser feita de refém pelos assaltantes no início da fuga, conforme as informações repassadas pela PMPR (Polícia Militar do Paraná).

Procurado pelo Paraná Portal, Moro disse que não vai comentar o caso. Vale lembrar que o ex-juiz federal nasceu na cidade e é formado em Direito na UEM (Universidade Estadual de Maringá).

SEQUESTRO EM MARINGÁ

Segundo a polícia, a sobrinha de Moro estava com o namorado no carro dele, estacionado, quando um homem e uma mulher fizeram a abordagem. O rapaz foi jogado na rua e recebeu pontapés antes de ser deixado para trás pelos suspeitos. Ele foi atendido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que cuidou das agressões na cabeça e no tórax. Depois, ele acabou indo para o Hospital Santa Rita.

Já a sobrinha de Moro foi mantida como refém pela dupla de assaltantes no banco de trás. Ela tentou se jogar do carro em movimento, mas não conseguiu e seguiu à mercê da dupla. Contudo, o assaltante entrou em uma estrada de terra e bateu o carro em um barranco. Os assaltantes pegaram o celular e outros pertences dela, mas optaram por não a levarem junto ao fugirem a pé.

Os suspeitos não foram localizados até a tarde desta terça-feira (18), sendo que a investigação vai sendo feita pela Polícia Civil. Entretanto, o celular e os documentos pessoais do rapaz foram encontrados perto do local onde o carro foi abandonado.

Previous ArticleNext Article