Sofrendo com febre amarela, Antonina tem ponto de água imprópria para banho

Redação


Apenas um dos 49 pontos monitorados pelo Instituto Ambiental do Paraná está sem condições para banho. Segundo o boletim de balneabilidade divulgado nesta sexta-feira (8), o lugar é a Ponta da Pita, em Antonina. A cidade que declarou emergência por causa da febre amarela só tem o Rio do Nunes como lugar apropriado para banhistas.

A avaliação ocorre semanalmente: são 13 pontos em Guaratuba, 14 em Matinhos, 11 em Pontal do Paraná, seis na Ilha do Mel, três em Morretes. Entretanto, outros 10 pontos destas cidades seguem impróprias para banho por serem saídas de rios e galerias.

Já no interior, todos os 17 pontos de praias artificiais e represas na Costa Oeste e Norte do Paraná estão próprios para banho.

Segundo Ivonete Chaves, diretora de Monitoramento Ambiental e Controle da Poluição do IAP, é estimado que a qualidade da água siga em alta. “A situação tende a se manter principalmente porque o fluxo de pessoas vem diminuindo”, constata.

As pessoas podem se orientar com as bandeiras nas orlas das praias, rios e reservatórios: se a bandeira for da cor vermelha, a água não é recomendada para banho. Entretanto, caso a bandeira azul estiver disponível, a região está própria para banho. As bandeiras servem para a indicar a qualidade da água à 100 metros à direita e à esquerda e são alteradas, caso necessário, pelos bombeiros às sextas-feiras.

Previous ArticleNext Article