27 casas serão construídas por voluntários na CIC

27 moradias de emergência serão construídas na Cidade Industrial de Curitiba pela organização internacional TETO. As obr..

Lorena Pelanda - 20 de julho de 2018, 14:31

Foto:Divulgação
Foto:Divulgação

27 moradias de emergência serão construídas na Cidade Industrial de Curitiba pela organização internacional TETO. As obras serão realizadas nas comunidades 29 de março e Nova Primavera.

Entre os dias 21 e 26 de julho, mais de 250 voluntários da organização vão trabalhar para levantar com as próprias mãos 27 casas. As moradias substituem as casas que já existiam no local e devem trazer uma solução emergencial de alívio imediato às famílias que estão atualmente em situação de precariedade. Devem ser investidos R$140 mil.

Antes de escolher a região que vai receber o projeto, a equipe do grupo faz um estudo para ver quais são as famílias mais necessitadas. Segundo o coordenador comercial do TETO Paraná, Raphael Gonzaga, o projeto tira do papel o sonho de muitos curitibanos. “Procuramos entender muito bem a vulnerabilidade das famílias e de suas moradias. No final, as mais necessitadas são contempladas pelo projeto. Mas é lógico que exigimos o engajamento total dos moradores nas reuniões e, até mesmo, nos dias da construção, tudo para que eles saibam que são realmente os donos das casas", afirma.

O TETO atua para garantir o direito à moradia nas favelas mais precárias e invisíveis do país, por meio de programas sociais que geram soluções concretas de melhorias das condições de moradia e habitat.

Atuando há mais de 3 anos no Paraná, a organização já trabalhou em 12 comunidades na região da grande Curitiba, Castro e Paranaguá, sendo 6 delas com acompanhamento semanal em campo. Ao longo de sua trajetória no Estado, a organização já mobilizou mais de 3000 voluntários para construção de 236 moradias de emergência, divulgação dos trabalhos do TETO nas principais ruas de Curitiba, aplicação de mais de 1700 enquetes de caracterização socioeconômicas, visita a mais de 200 comunidades e realização de 17 projetos comunitários.