Suspeito de atentar contra vida de secretário de Segurança é preso no PR

Redação

suspeito, tentativa de homídio, atentado, tentar contra a vida, secretário de segurança, querência do norte, interior do paraná, paraná, noroeste, polícia, pcpr

Um homem de 22 anos foi preso suspeito de atentar contra a vida do secretário de Segurança Pública de Querência do Norte, na região noroeste do Paraná. A tentativa homicídio aconteceu em dezembro de 2019.

Conforme a PCPR (Polícia Civil do Paraná), o homem foi preso na casa da sogra, no final da manhã desta sexta-feira (24). A ação contou com a apoio da PF (Polícia Federal) e da PM (Polícia Militar) do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

Para efetuar a prisão, foram envolvidos agentes de elite. A operação em terra recebeu apoio de equipes na água e nos ares.

Além disso, os policiais também cumpriram dois mandados de busca a apreensão. Conforme a PCPR, as ordens foram determinadas em endereços ligados ao suspeito. De acordo com a polícia, um dos locais investigados é uma ilha localizada no Rio Paraná, região noroeste do Paraná.

Conforme as informações confirmadas pela Polícia Civil, foram apreendidas duas espingardas de calibres 12 e 32. Além disso, foi encontrada uma farda da PM-PR (Polícia Militar do Paraná).

As investigações apontam que a tentativa de homicídio aconteceu durante uma confraternização. O suspeito se aproximou do secretário de Segurança Pública de Querência do Norte, como quem pretendia iniciar uma conversa, mas sacou uma arma e fez seis disparos. Apenas um dos tiros acertou o secretário, que foi socorrido e sobreviveu.

Conforme o apurado, o crime aconteceu em represália às ações de combate ao crime nas fronteiras e divisas do Brasil.

O homem de 22 anos está preso preventivamente. Ele foi indiciado por tentativa de homicídio qualificada.

suspeito, tentativa de homídio, atentado, tentar contra a vida, secretário de segurança, querência do norte, interior do paraná, paraná, noroeste, polícia, pcpr 2
Operação para prender suspeito em Querência do Norte contou com apoio aéreo e aquático. (Divulgação/PCPR)

Previous ArticleNext Article