Suspeito de matar advogada em Guarapuava é transferido para presídio em Curitiba

Andreza Rossini


O professor Luís Fernando Santos Mainvailer, que está preso em São Miguel do Iguaçu, no interior do estado, será transferido para o Complexo Médico Penal, em Pinhais na Grande Curitiba.

Ele é suspeito de matar a esposa, a advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, que foi encontrada morta na madrugada de domingo (22) após cair do 4ª andar do edifício. Mainvailer deve responder por feminicídio.

De acordo com o advogado de defesa do suspeito, Cláudio Dalledone Junior, o pedido foi feito como medida de segurança. “É um caso de muita comoção,repercussão e achamos por bem, para garantir a integridade física do Luís Felipe, pedir a transferência”, explicou Dalledone.

Conforme o relatório preliminar, havia sangue na calçada, no hall de entrada e no elevador. A polícia suspeita que o marido tenha carregado o corpo para dentro apartamento após a queda.

Ainda segundo o advogado, uma posição oficial da defesa será apresentada à imprensa nas próximas horas sobre o caso. “ O que temos é uma testemunha que disse ter visto Tatiane no parapeito da sacada e logo em seguida um barulho foi ouvido. É tudo muito recente, estamos apurando informações e tentando descobrir o que de fato aconteceu na madrugada de sábado “, concluiu Dalledone.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="538761" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]