Suspeito de estuprar filha, sobrinha e cunhada é indiciado no Paraná

Redação

PCPR - caso Luana - Florestópolis

Um homem de 49 anos foi indicado pelos crimes de estupro de vulnerável majorado, produção de conteúdo pornográfico e satisfação de lascívia com criança ou adolescente em Londrina, na região norte do Paraná, nesta sexta-feira (28). Conforme a Polícia Civil, ele é suspeito de ter praticado múltiplos atos de natureza sexual contra a filha, sobrinha e cunhada nos últimos 17 anos.

As investigações foram iniciadas após uma das vítimas denunciar o familiar.  Além disso, as vítimas não tinham conhecimento dos crimes cometidos contra as demais.

Atualmente, a filha e a sobrinha do suspeito são adolescentes e a cunhada é maior de idade. O que mais surpreende no caso é o crime de satisfação de lascívia. Esse crime é caracterizado quando a vítima não é tocada. Nesse caso, o homem se masturbava na presença delas.

O crime de estupro de vulnerável tem pena prevista de oito até 15 anos. Já a produção de conteúdo pornográfico vai de quatro a oito anos, com multa. Por fim, satisfação de lascívia pode gerar uma punição de dois a quatro anos.

No entanto, as penas são aumentadas a depender de alguns fatores: quando for cometido contra duas ou mais pessoas, caso a vítima seja algum familiar ou até mesmo caso haja prevalecimento de relações domésticas.

” Acredito que a pena máxima somada considerando a pluralidade de vitimas e de ocorrências passe dos 50 anos”, disse a delegada ao Paraná Portal.

Previous ArticleNext Article