Suspeito de matar família em Umuarama é preso: era marido de uma das vítimas

Redação

Suspeito de matar família em Umuarama é preso: era marido de uma das vítima

O suspeito de matar uma família em Umuarama, na região noroeste do Paraná, foi preso em flagrante na noite desta segunda-feira (10). Ele é marido de uma das vítimas e a polícia acredita que se trata de um crime passional.

Jean Michel de Souza é suspeito de um triplo homicídio que chocou o município. Na noite de domingo, ele teria matado os sogros e a companheira, a advogada Jaqueline Soares, de 39 anos, a facadas.

De acordo com o delegado Gabriel Menezes, que conduz as investigações, o suspeito foi localizado trabalhando normalmente horas após o crime. Fato que levantou suspeita da polícia.

“A polícia começou a receber informações de que o marido de uma das vítimas teria problemas familiares com os sogros. Nós procuramos essa pessoa, que estava trabalhando em uma loja. Ele já sabia do crime e estava trabalhando normalmente. Isso causou estranheza na equipe. Então, ele foi questionado sobre os fatos e informou que não sabia de nada e continuou o atendimento na loja”, explicou Menezes para a CBN Maringá.

Em seguida, ele foi conduzido para a Delegacia para prestar depoimento. Durante a conversa, foi constatada uma divergência de informações. “Ele disse que de fato foi na residência das vítimas, ficou pouco tempo e foi embora. Mas nós tínhamos informações de que ele teria ido à residência em outro momento, além desse que ele contou”, argumentou o delegado.

Nas diligências, manchas de sangue foram encontradas em peças de roupas usadas por Jean Michel de Souza. O veículo do suspeito do triplo homicídio também foi submetido a perícia e apresentou vestígios de sangue no volante, no câmbio e na maçaneta.

FAMÍLIA É ENCONTRADA MORTO EM UMUARAMA

Os corpos foram encontrados na manhã de ontem, quando uma funcionária chegou a casa, que fica no bairro Zona 2.  Ela relatou à equipe que teria se deparado com o casal caído na copa e acionou a polícia. Antônio Soares dos Santos tinha 65 anos e Helena Maria Marra dos Santos tinha 59.

Jaqueline Soares foi encontrada morta no quarto. Jean Michel de Souza era casado com a advogada, mas não morava junto com ela e os sogros por divergências. Testemunhas relataram à polícia que ele era um homem agressivo.

A OAB-PR (Ordem dos Advogados do Brasil) emitiu uma nota de pesar pelo falecimento da inscrita. “A seccional paranaense, por meio da OAB Umuarama, acompanha a investigação do caso (…) estamos acompanhando de perto essa situação, pois se trata de uma colega, barbaramente morta, juntamente com seus pais. Lamentamos muito essa tragédia e nos solidarizamos aos familiares, em nome da advocacia paranaense.”

Mãe, pai e filha mortos em triplo homicídio em Umuarama, na região noroeste do Paraná
Mãe, pai e filha mortos em triplo homicídio em Umuarama, na região noroeste do Paraná (Reprodução/Facebook)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="781995" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]