câmara federal
Compartilhar

Suspeitos de assalto no Paraguai trocam tiros com a polícia no PR

Pelo menos 20 assaltantes suspeitos de terem participado do assalto no Paraguai, que roubou  US$ 40 milhões de uma trans..

Jordana Martinez - 24 de abril de 2017, 15:12

Pelo menos 20 assaltantes suspeitos de terem participado do assalto no Paraguai, que roubou  US$ 40 milhões de uma transportadora, em Ciudad del Este, trocaram tiros com a polícia em Itaipulândia, na região oeste do Paraná, no início da tarde desta segunda-feira (24).

Os bandidos conseguiram atravessar a fronteira pelo Lago de Itaipu, mas foram surpreendidos pelo Núcleo Especial de Polícia Marítima (Nepom). Dois bandidos foram baleados e hospitalizados.

A movimentação policial é intensa em São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia e Medianeira. Várias equipes da Polícia Federal (PF), além de um helicóptero, participam das buscas.

Os suspeitos ainda teriam fechado os policiais na BR 277, em São Miguel do Iguaçu, e levado uma das viaturas na fuga.

O delegado de São Miguel do Iguaçu, Francisco Sampaio, que participou da ação, mostra parte das armas utilizadas no assalto. Veja:

Do lado paraguaio, a polícia encontrou vários carros e caminhonetes utilizados pelos bandidos, além de armas de diversos calibres utilizadas no roubo, explosivos e carregadores de fuzis.

Segundo a imprensa paraguaia, este foi o maior assalto da história do país. Há indícios que os assaltantes sejam brasileiros e tenham ligação com facções criminosas brasileiras como o PCC ou o Comando Vermelho.

Por conta do assalto, a segurança foi reforçada na Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai.

Mega-assalto leva US$ 40 milhões

Cerca de US$ 40 milhões (ou R$ 120 milhões) foram levados da unidade da transportadora de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, vizinha de Foz do Iguaçu, Oeste do Paraná. A polícia paraguaia acredita que o roubo milionário foi promovido por uma organização criminosa que “atua no Brasil e domina vários presídios”.

Um policial, identificado como Sabino Ramón Benítez, do “Grupo Táctico de Operaciones (GEO)”, morreu na tentativa de perseguir os bandidos fortemente armados. A unidade da transportadora foi invadida na madrugada desta segunda-feira (24).

Os assaltantes usaram dinamites no ataque e incendiaram ao menos 15 veículos para distrair a polícia. A sede da empresa fica a 4 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, no Oeste do Paraná.

Na fuga, por volta da 1h, o grupo de aproximadamente 30 assaltantes se separou para dificultar o cerco policial. Buscas estão sendo feitas por helicóptero sobre o Rio Paraná, já que há suspeita de que possam ter usado barco na fuga.