Suspeitos de provocar morte de jovem após perseguição são presos em Cascavel

Os suspeitos de provocar a morte da jovem Amanda Prado Amorim, em Cascavel, no oeste do Paraná, após uma perseguição no ..

Redação - 19 de junho de 2020, 07:45

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Os suspeitos de provocar a morte da jovem Amanda Prado Amorim, em Cascavel, no oeste do Paraná, após uma perseguição no trânsito, foram presos nesta quinta-feira (18).

De acordo com a PCPR (Polícia Civil do Paraná), os irmãos estavam em uma residência da zona rural da cidade.  Fabio de Freitas, de 24 anos, e Roberto Carlos de Freitas Souza, de 22 anos, trabalhavam na reforma de uma casa quando foram presos.

A delegada responsável pelo caso, Raisa Vargas Scariot, afirmou que "ao que tudo indica os irmãos não conheciam" Amanda Prado Amorim e sua amiga.

MORTE DE JOVEM DURANTE PERSEGUIÇÃO NO TRÂNSITO DE CASCAVEL CAUSA COMOÇÃO 

O acidente aconteceu na última sexta-feira (11), na Rua Marechal Cândido Rondon, no bairro Canadá, em Cascavel.  Segundo o aspirante da PM, Eduardo Pontes, uma testemunha teria informado que um Kadett, com dois homens,  perseguia as moças.

“O Kadett bateu na traseira da moto, eles derrubaram a motocicleta e acabaram atropelando umas das vítimas que veio a código 4 (óbito)”, informou.

Após a colisão, as duas vítimas caíram da moto com o impacto da batida. Ao cair no chão, Amanda Prado Amorim foi atropelada pelo condutor do Kadett e arrastada por mais 20 metros. Ela não resistiu e morreu no local.

A amiga da vítima fatal disse que a dupla chamava por outros nomes e, temendo um assalto, as duas não pararam a motocicleta. Nas redes sociais, amigos de Amanda pedem por justiça e dizem não acreditar na morte da jovem, já que, dias antes, ela tinha perdido um primo em um acidente.