Taxa de homicídios cai mais de 14% no Paraná

Francielly Azevedo


Com AEN

O número de homicídios dolosos, aqueles com intenção de matar, caiu 14,35% no Paraná nos três primeiros meses de 2017, em relação ao mesmo período de 2016. Neste ano, foram registrados 585 casos, contra 683 no primeiro trimestre do ano passado.

Em Curitiba a redução foi mais expressiva, de 31,5%, enquanto na Região Metropolitana da capital (RMC) a queda foi de 29%. Os dados foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária nesta quarta-feira (3).

 

O relatório revela que a capital e municípios do entorno tiveram os menores índices de homicídios para o período desde que começou a série histórica, há dez anos. Em Curitiba, foram registradas 100 mortes e nos municípios vizinhos 127 casos. A RMC concentra aproximadamente 40% do total de casos de homicídios dolosos registrados no Estado.

“A Polícia Civil e Polícia Militar têm trabalhado de forma incansável para reduzir a incidência criminal em nosso Estado. Tivemos ao longo de 2016 investimentos essenciais, feitos pelo Governo do Estado, que já estão impactando diretamente na redução dos homicídios”, explicou o secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita.

Ele destaca a contratação de 3 mil novos soldados da PM, que reforçaram a segurança nas ruas em todo o Estado. Desde 2011, o Governo do Paraná contratou 10,8 mil policiais e adquiriu mais de 3,5 mil viaturas – além da locação de outros 250 veículos

 

Reduções

Das 23 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), nas quais o Estado é dividido para fins de análise, 13 apresentaram diminuição expressiva no número de homicídios nos primeiros três meses de 2017.

Além de Curitiba, RMC e Litoral, no interior o índice de assassinatos caiu nas mais diversas regiões. Na de Foz do Iguaçu, a queda chegou a 40% e na região de Francisco Beltrão, a redução foi de 37,5%. No Litoral a queda foi de 21%.

Reduções também ocorreram nas regiões de Londrina (-16%), Umuarama (-24%) e Paranavaí (-17%), conforme aponta o relatório produzido pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape) da Segurança Pública. Já regiões como Campo Mourão e Maringá tiveram aumento no índice, de 36% e 21%, respectivamente.

“O resultado deste primeiro trimestre de 2017 é uma resposta ao ano passado, que teve um leve acréscimo de 2,4% no número de homicídios em todo o Estado, comparando com 2015”, comparou o secretário Mesquita.

 

 

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.