Tempo seco e exposição a aparelhos eletrônicos aumentam casos de síndrome do olho seco

BandNews FM Curitiba


Os casos de síndrome do olho seco subiram em média 30% entre as mulheres e 15% entre os homens nas últimas semanas, em Curitiba. O problema causa Vermelhidão, irritação, coceira, ardor, visão borrada e sensação de areia nos olhos.

No Brasil, a estimativa é que 18 milhões de brasileiros convivam com o problema, que também é causado pela exposição a aparelhos eletrônicos como celulares, tablets e telas de computador. É o que explica o oftalmologista Peter Ferenczy.

“Em média, quando nós usamos computador ou tablet nós piscamos tres vezes menos. Isso tem a ver com a nossa concentração. Quando dirigimos muito tempo com ar condicionado ligado ou ficamos muito tempo no computador e acabamos desenvolvendo o olho evaporativo, quando a lágrima evapora com mais facilidade”, diz.

Na prática, é como se faltasse lubrificação suficiente para os olhos. O tempo seco e a baixa umidade relativa do ar contribuem para o aumento do número de casos registrados.

A doença é mais comum entre as mulheres. Segundo a Organização Mundial da Saúde, elas representam quase o dobro de diagnósticos em relação aos homens. Segundo o médico, isso acontece especialmente por causa de alterações de hormônios.

Algumas doenças como diabetes, lúpus, artrite e Parkinson, além do uso de medicamentos também podem causar o ressecamento dos olhos. A falta de tratamento pode levar à evolução da doença e até a necessidade de uma cirurgia. Os cuidados, após o diagnóstico, são feitos com o uso de colírios e lubrificantes sem conservantes, que repõem as lágrimas. Mas eles devem ser indicados por um oftalmologista.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="540909" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]