Tempo vira e Curitiba registra alagamentos e queda de árvores

Defesa Civil registrou pelo menos sete pontos de alagamentos e oito quedas de árvores em diferentes bairros da Capital

Redação - 01 de março de 2022, 16:38

Foto: Jonathan Campos/AEN
Foto: Jonathan Campos/AEN

A chuva forte que caiu sobre Curitiba na tarde desta terça-feira (1) causou alagamentos e queda de árvores na cidade. Com um dia típico de verão, os termômetros chegaram a casa dos 30º C na Capital.

Até as 16h, a Defesa Civil municipal havia registrado, ao menos, sete pontos de alagamentos em diferentes bairros da cidade:

- Rua Lufrido Costa n° 15 - Pinheirinho
- Rua Joares Távora n° 21 - Tatuquara
- Rua Danthe Onório - Xaxim, em frente ao CMEI Esmeralda
- Rua Ada Macaggi, n° 676 - Boa Vista
- Rua Gastão Luiz Cruls ao lado do n° 941 - Bairro Alto
- Rua Duarte da Costa n° 613 - Pinheirinho
- Lendina Germano Ribeiro n° 61 Boa Vista

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba registrou ainda oito solicitações de atendimento emergencial por conta de quedas de árvores. Esses chamados foram registrados via telefone 156, segundo a prefeitura.

Até o presente momento não houve registros de pessoas desabrigadas ou desalojadas. As equipes da prefeitura estão em atenção e alerta à possíveis emergências e em atendimento às ocorrências. 

Tempo abafado dá lugar a chuva no Paraná

De acordo com o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná), o tempo quente e úmido favoreceu a formação de vários temporais em todo o estado, e houve o registro de chuvas volumosas em muitas cidades da Região Metropolitana de Curitiba, Norte e Centro-Sul.

Os maiores acumulados de chuva até as 16h ocorreram em Coronel Domingos Soares 27,0 mm, São José dos Pinhais, 27,8 mm, Curitiba, 30,2 mm e Londrina, 41,0 mm.

Neste momento as chuvas mais fortes, acompanhadas de trovoadas, são registradas no norte da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais e faixa norte paranaenses.

Na Capital, as rajadas de vento atingiram 21,6 km, ainda de acordo com o Simepar.