TJPR mantém júri popular para réu acusado de matar vizinho por som alto em Curitiba

Redação

vizinho - som alto - volume - TJPR - Curitiba - réu

O réu acusado de matar o vizinho por estar incomodado com o volume do som no apartamento da vítima será julgado em júri popular, após decisão da 1ª Câmara Criminal do TJPR (Tribunal de Justiça do Paraná). O crime ocorreu em 2018, no bairro Juvevê, em Curitiba.

A 1ª Câmara do TJPR havia julgado recurso da defesa do réu, mas manteve a decisão da 2ª Vara do Tribunal do Júri do julgamento em júri popular.

No mesmo julgamento, foi decidido o afastamento de duas qualificatórias do delito de homicídio. Motivo fútil e dificultar a defesa da vítima.

A defesa do réu sustentou que as qualificatórias são improcedentes porque houve calorosa discussão entre os vizinhos – inclusive com testemunhas, além de um confronto físico entre réu e vítima.

Por unanimidade, a 1ª Câmara Criminal do TJPR decidiu pelo afastamento das qualificadoras do homicídio. Dessa forma, o caso segue agora para o Conselho de Sentença do Tribunal do Júri. O réu segue indiciado pelos crimes de homicídio e posse irregular de arma de fogo e de munições de uso permitido.

Previous ArticleNext Article