Coronavírus: Ponta Grossa terá toque de recolher por 14 dias

Redação

Ponta Grossa autoriza realização de eventos com até 50 pessoas

A cidade de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, determinou toque de recolher a partir de sexta-feira (3). A medida tomada para conter a pandemia do coronavírus valerá por 14 dias.

Conforme o decreto, será proibida a circulação em vias públicas das 23h às 6h. O toque de recolher já havia sido adotado pelo município nos últimos dois finais de semana.

Quem não respeitar a determinação estará sujeito a  R$ 837,90, de acordo com a Prefeitura de Ponta Grossa.

De acordo com o boletim mais recente da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde), atualizado nesta quinta-feira (2), o município de 350 mil habitantes tem 391 casos confirmados e uma morte por coronavírus.

Além disso, outros 351 casos suspeitos aguardam o resultado dos exames. Desde março, 172 pacientes diagnosticados com Covid-19 são considerados recuperados.

TOQUE DE RECOLHER: O QUE ABRE E O QUE FECHA EM PONTA GROSSA

De acordo com a Prefeitura de Ponta Grossa, apenas os serviços essenciais podem funcionar durante o toque de recolher. São eles:

  • Serviços médicos e hospitalares
  • Farmácias e laboratórios
  • Serviços funerários
  • Serviços de segurança (pública ou privada)
  • Serviços de táxi e aplicativos
  • Serviços de fiscalização
  • Delivery
  • Transporte de cargas e alimentos
  • Comercialização de medicamentos e alimentos (apenas por delivery)
  • Serviços de telecomunicação
  • Serviços da indústria
  • Postos de combustíveis (exceto loja de conveniência)
  • Imprensa
  • Restaurantes (até as 23h; após o horário, apenas por delivery)

Conforme o decreto, os postos de combustíveis podem funcionar, desde que sem aglomeração. As lojas de conveniência devem permanecer fechadas.

Em relação ao delivery, o serviço deve se ater aos serviços essenciais, sobretudo alimentos e medicamentos.

O toque de recolher em Ponta Grossa é válido do dia 3 de julho até 16 de julho.

Previous ArticleNext Article