Trabalho infantil tem queda de 30,4% no Paraná

Andreza Rossini


Os índices de trabalho infantil teve redução de 30,64% no Paraná, de acordo com o levantamento anual da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), referente a 2014 e divulgada no final de 2015 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A redução dos índices no Estado foi alcançada entre 2011 e 2104. O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é comemorado no próximo domingo (12).  “A redução dos índices é resultado dos programas de desenvolvimento econômico do governo estadual, que trouxeram melhor qualidade de vida para as famílias”, afirma a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2002, o Dia Mundial de Combate ao Trabalho infantil é lembra um direito fundamental, ainda por alcançar, para todas as crianças e adolescentes do planeta. No Paraná, de acordo com a pesquisa, em 2011 havia 62 mil crianças de 5 a 14 anos exercendo alguma atividade laboral no estado. Três anos depois esse número foi reduzido para 42 mil. O resultado é 10% superior ao resultado do país, que no mesmo período reduziu as ocorrências em 20,68%.

“Desde 2011, o Governo do Paraná desenvolve ações que estimulam a geração de emprego e renda, garantindo o aumento no nível de emprego e de salários”, afirma a secretária da Família e Desenvolvimento Social. “Essa é a melhor maneira de assegurarmos um futuro melhor para as nossas crianças e adolescentes, que podem se dedicar, exclusivamente, às atividades típicas de sua idade, como brincar e estudar.”

Segundo dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), de 2011 a 2015, o Paraná diminui em 85% o número de famílias com casos de trabalho infantil cadastradas. Em 2011, eram 23.624 as famílias incluídas nessa situação; quatro anos depois, o número caiu para 10.900.

Previous ArticleNext Article