‘Trafigata’ é presa mais uma vez na Grande Curitiba

Camila Marodim, conhecida como Trafigata, foi presa por descumprir ordem judicial, que determinava o uso da tornozeleira eletrônica.

Lorena Pelanda - BandNews FM Curitiba - 10 de fevereiro de 2022, 17:26

(Reprodução/Redes sociais)
(Reprodução/Redes sociais)

Camila Marodim, conhecida como ‘Trafigata’, foi presa preventivamente hoje à tarde (quinta,10), em uma casa em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. Desta vez, a Justiça mandou prender a suspeita por descumprimento de ordem judicial.

Segundo a prisão pedida pelo Ministério Público do Paraná, Camila estava descumprindo as regras do uso da tornozeleira eletrônica e não informava os locais onde estava. Ela estava a cerca de seis quilômetros do local que deveria estar cumprindo a medida. As informações são da BandNews FM Curitiba

Desde quando começou a usar o equipamento, a Justiça constatou seis violações de área de monitoramento e nove violações por falta de carregar a bateria da tornozeleira eletrônica. Em um dos casos citado ela deixou o dispositivo de monitoramento descarregado por quatro horas. Durante o cumprimento da decisão, ela com gritos e choro, por não entender da nova medida. Camila está presa na Delegacia de Piraquara.

Em nota, a defesa de Marodin alega que o descumprimento das medidas cautelares foram uma consequência de um atentado e da "busca frenética dela se manter viva". O advogado Claudio Dalledone Junior afirma que confia nas autoridades policiais para que sejam esclarecidas as situações de ameaça de morte. Leia a íntegra:

“As violações do monitoramento da tornozeleira de Camila Marodin, que ensejou o pedido de prisão, se devem pela busca frenética dela se manter viva. O atentado sofrido por Camila Marodin, que é objeto de investigação das forças policiais do Paraná, foi uma das situações de ameaça de morte que ela enfrentou. A defesa de Camila Marodin confia no trabalho da Polícia Militar e da Polícia Civil do Paraná para identificar e prender os autores e possíveis mandantes da tentativa de homicídio contra ela”.