UFPR suspende calendário por tempo indeterminado, mas anuncia retomada flexível

Angelo Sfair

ufpr, universidade federal do paraná, reitoria, cepe, adiamento, adia, núcleo de concursos, vestibular, vestibular de verão ufpr, vestibular 2020, coronavírus, covid-19

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFPR (Universidade Federal do Paraná) aprovou, nesta quinta-feira (30), a suspensão do calendário acadêmico por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (4). Devido à pandemia do coronavírus, as atividades presenciais não têm prazo para serem retomadas.

Na mesma reunião, os conselheiros também avaliaram o retorno flexível e gradual de algumas atividades, sobretudo nos cursos de pós-graduação. Cada unidade terá autonomia para decidir, cabendo a elas a comunicação com os alunos. As resoluções foram debatidas considerando o caráter excepcional imposto pela pandemia.

Para os cursos da graduação, foram autorizadas apenas as atividades voluntárias ofertadas na modalidade EaD (Ensino a Distância) ou parcialmente EaD. Uma das preocupações da UFPR é tomar decisões que possam ser acompanhadas por todos os alunos e colaborações.

“Uma das questões fundamentais, por exemplo, é a inclusão digital. A universidade é cheia de especificidades, nossas áreas são abrangentes e as unidades têm autonomia. Mas, para as atividades obrigatórias, ainda é difícil prever uma data de retorno”, disse o reitor Ricardo Marcelo Fonseca ao Paraná Portal.

O reitor da UFPR disse que a suspensão do calendário por tempo indeterminado não significa que o ano foi abandonado. No entanto, as atividades serão retomadas apenas quando houver garantia de qualidade e condição para todos.

“Há uma comissão de cientistas que nos orienta e o trabalho é permanente. A comissão, por ora, não vislumbra uma mudança no horizonte. Mas a avaliação é constante. Qualquer alteração nas condições epidemiológicas será analisada e debatida”, explicou.

De acordo com o reitor, foram discutidas a retomada gradual e voluntária das atividades EaD, estágios e formação pedagógica, além de atividades formativas e didáticas orientadas dos cursos de educação superior, profissional e tecnológica.

“Isso vai acontecer de uma maneira muito flexível, observando os desafios impostos pela pandemia. Esse conjunto de atividades autorizadas é para que a Universidade continue se movimentando e produzindo conhecimento, inclusive sobre a própria pandemia”, disse o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.

As resoluções serão disponibilizadas pela secretaria dos órgãos colegiados da UFPR.

Previous ArticleNext Article