Universidade Estadual de Maringá estuda intercâmbio com Bristol

Fernando Garcel


Redação com Metro Jornal Maringá

O professor da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, Walther Schyarzcher, esteve reunido com o reitor da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Mauro Baesso, para propor acordos de cooperação internacional entre as instituições. A ideia é ampliar os canais de experiências internacionais já oferecidos pela universidade.

A Bristol é uma das universidades mais conhecidas do Reino Unido. A instituição é lembrada pelo suporte dado às necessidades culturais que valorizam a rede de contatos dos estudantes em intercâmbio ao redor do mundo.

A escolha por Maringá foi estratégica. Depois de consultas com colegas europeus sobre a relação com instituições brasileiras, a UEM foi a melhor opção para colocar em prática o projeto de intercâmbio pretendido pelos britânicos. As atividades consistem não apenas em práticas disciplinares da área da Física; mas também de interação cultural, tanto aos estudantes que saem do Reino Unido quanto aos alunos da UEM que poderão ser recebidos pelo projeto em Bristol.

“A ideia é que a troca de experiências seja assimétrica, de maneira que estudantes de graduação dos dois países possam interagir com pesquisadores dos programas de pós-graduação, e a UEM oferece estrutura para isso”, explica Schyarzcher.

Intercâmbio

Reitoria e os professores do Departamento de Física (DFI) já se posicionaram favoráveis ao acordo com Bristol. A proposta de cooperação entre as duas instituições está em processo de análise. A previsão é que estudantes da universidade britânica sejam recebidos pela UEM já em 2018.

Previous ArticleNext Article