Usina de Itaipu abre vertedouro, quase um ano depois, para socorrer países vizinhos

Após quase um ano fechado, o vertedouro da  Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi aberto na madruga..

Ana Cláudia Freire - 18 de maio de 2020, 11:34

Foto: Arquivo/Itaipu Binacional
Foto: Arquivo/Itaipu Binacional

Após quase um ano fechado, o vertedouro da  Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi aberto na madrugada desta segunda-feira (18).

A medida foi tomada para ajudar a aumentar o nível de água no Rio Paraná.

O vertedouro aberto vai possibilitar o escoamento da safra de grãos do Paraguai e da Argentina até os portos de Buenos Aires e do Uruguai.

Por conta da estiagem, que já dura dez meses no Paraná, a hidrovia Paraguai-Paraná está prejudicada e sem a abertura do vertedouro os países vizinhos seriam prejudicados.

MEDIDA NÃO PREJUDICA PRODUÇÃO NACIONAL

O diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna diz que a ajuda é essencial para socorrer os países vizinhos.

Essa ajuda é para evitar um colapso na economia dos países vizinhos numa época de tantas dificuldades”, informou o general.

Segundo a Itaipu Binacional, a medida está prevista para durar por 12 dias, mas garante não haver nenhum prejuízo para a produção da Usina aqui no país.

O isolamento social, por conta da pandemia do coronavírus no Brasil, diminuiu o consumo de energia na usina e proporcionou a manobra para socorrer os países vizinhos.

A Defesa Civil e a direção da Usina fazem um alerta à população sobre o aumento da vazão por conta da visitação de turistas, na Ponte da Amizade. A procura pela ponte aumentou por conta da paisagem proporcionada pela estiagem dos últimos meses.