Vacinas Oxford/AztraZeneca chegam ao Paraná e serão distribuídas já neste domingo

Jorge de Sousa

Vacinas Oxford/AztraZeneca chegam ao Paraná e serão distribuídas já neste domingo

86,5 mil doses de vacinas Oxford/AstraZeneca chegaram no Aeroporto Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, na noite deste sábado (23).

As vacinas foram importadas pelo Ministério da Saúde junto ao Instituto Serum da Índia. No Brasil, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) irá produzir o imunizante em parceria com a Oxford/AstraZeneca.

Todas essas doses serão encaminhadas para o Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná), sendo depois enviadas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná ainda na manhã deste domingo (24).

15 regionais devem receber as vacinas por meio de transporte aéreo, enquanto as outras sete (Litoral, Curitiba e Região Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, União da Vitória, Guarapuava e Telêmaco Borba) terão as entregas feitas por caminhões.

“Vamos levar rapidamente para as regionais de saúde para continuar o a campanha de vacinação. Os lotes vão começar a chegar em fluxo contínuo, mas precisamos ainda de muitas doses. Estamos em contato permanente com o Ministério da Saúde para que esse fluxo não pare”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Além dessas 86,5 mil doses da Oxford/AstraZeneca, o Paraná já havia recebido 265,6 mil vacinas da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A Secretaria de Estado da Saúde tem a expectativa que cerca de 240 mil doses da CoronaVac cheguem ao Paraná nesta semana. Essas vacinas fazem parte do lote emergencial autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), na última sexta-feira (22).

Até a última sexta-feira, 57,2 mil paranaenses já haviam sido imunizados contra a Covid-19. Nessa primeira fase de imunização, estão recebendo as vacinas profissionais de saúde, indígenas e profissionais e idosos residentes em casas de repouso, asilos e afins.

O Paraná segue as determinações de vacinação previstas pelo Ministério da Saúde. Dessa forma, na sequência devem ser vacinados pessoas com 80 anos ou mais, depois as com 75 e 79 anos e por fim entre 60 e 64 anos.

A previsão da Secretaria de Estado da Saúde é que até maio deste ano sejam vacinadas mais de 4 milhões de pessoas em todos os 399 municípios do Paraná.

LEIA MAIS: Linhas de ônibus de Curitiba são reforçadas para a 2ª fase do Enem

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="740991" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]