Vaquinha virtual arrecada dinheiro para reconstrução de terreiro de Umbanda incendiado

Uma vaquinha virtual foi criada para arrecadar dinheiro para reconstrução de um terreiro de Umbanda destruído pelo fogo...

Francielly Azevedo - 02 de agosto de 2019, 09:36

Foto: Colaboração Alyne Azevedo
Foto: Colaboração Alyne Azevedo

Uma vaquinha virtual foi criada para arrecadar dinheiro para reconstrução de um terreiro de Umbanda destruído pelo fogo. O local foi incendiado na madrugada da última quinta-feira (1º). O fogo teve início por volta das duas horas da manhã e consumiu instalações internas do imóvel localizado no bairro Santa Quitéria, em Curitiba.

O objetivo da campanha é conseguir R$ 50 mil para reerguer a casa e retomar o atendimento ao público. A vaquinha está disponível no link.

Integrantes da casa religiosa registraram boletim de ocorrência no 9º Distrito da Polícia Civil, que investiga o caso. "Já acionei o instituto de criminalística para verificar por meio de perícia as causas do incêndio, se ele foi criminoso ou outra forma que não seja criminosa, como um curto circuito", afirmou o delegado José Vitor Silva Pinhão, responsável pelo caso.

Imagens de câmeras de seguranças foram solicitadas pela polícia, que também está colhendo depoimento de testemunhas. Só após isso é que será possível indicar se o incêndio foi criminoso.

No dia 24 de julho aconteceu um incêndio semelhante, também em uma casa religiosa no bairro Portão. Neste caso, câmeras de segurança registraram a ação de dois homens que chegaram ao imóvel em uma moto, carregando um galão de combustível e atearam fogo na residência.

A polícia civil abriu inquérito para tentar identificar os responsáveis. O delegado José Vitor destaca que embora seja prematuro afirmar se há ou não ligação entre os dois incêndios, já fez contato com o 8º distrito, responsável pela investigação do incêndio no bairro Portão, para obter informações sobre o que já foi apurado neste caso.

"No curso das investigações vamos verificar se há uma conexão entre os dois fatos. Nós vamos trocar informações, no sentido de identificar se há pontos convergentes. Mas no momento ainda é prematuro falar sobre algum conexão nesse sentido", ressaltou.