Vazamento de combustível causa danos em rio e deixa Fazenda Rio Grande sem água

Redação

vazamento, óleo, combustível, gasolina, córrego, rio despique, são josé dos pinhais, abastecimento, fazenda rio grande, sanepar, água, iat, instituto água e terra

O IAT (Instituto Água e Terra) investiga a dimensão do dano ambiental causado pelo vazamento de óleo combustível em um córrego ligado ao Rio Despique, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O vazamento afeta o abastecimento em Fazenda Rio Grande.

Uma tubulação da Petrobras foi perfurada nesta sexta-feira (15). Conforme o IAT, a suspeita é de que houve tentativa de roubo do combustível. Nenhum suspeito foi identificado até agora.

Técnicos do IAT foram até o local neste sábado (16) e fizeram a coleta de água. O resultado deve mostrar o grau de contaminação causado pelo vazamento. Paralelamente, será avaliada a mortandade de peixes e aves da região.

O córrego é afluente do Rio Despique, de onde a água é captada para abastecer 50% dos bairros de Fazenda Rio Grande. Por isso, a Sanepar suspendeu o abastecimento do município da região metropolitana de Curitiba.

Os bairros afetados são: Parque Industrial, Jardim Itália, Eucaliptos, Hortência, dos Estados, Gralha Azul, Jardim Veneza, Colonial, Nações, Santarém, Palmeiras, Sol-Levante, Santa Helena, Santa Maria, Santa Terezinha, São Sebastião e Iguaçu.

De acordo com a Sanepar, ainda não há previsão de normalização do abastecimento.

Previous ArticleNext Article