Ventos fortes causam prejuízos no Sul. Há risco de ressaca

Jordana Martinez


O deslocamento de um ciclone extratropical “explosivo” sobre o Uruguai provoca uma forte agitação marítima nos estados do Sul do Brasil, com risco de ressaca. No litoral sul gaúcho, as ondas variam de 2 a 2,5 metros de altura com previsão de picos de 3 metros até a noite desta terça-feira (13). As informações são do Instituto ClimaTempo.

De acordo com dados do  Centro de Previsão de Tempo e Eventos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o ciclone apresenta uma pressão mínima no centro do sistema de 978 hPa (hectopascal – unidade padrão de pressão), o que faz deste um dos mais intensos ciclones já vistos na história recente no Atlântico Sul.

Nesta terça-feira (13) os ventos fortes causaram prejuízos em algumas cidades do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Em Pelotas-RS, o vendaval derrubou postes de luz e deixou várias ruas interditadas. No município gaúcho de Montenegro-RS, alguns acampamentos ficaram totalmente destruídos. O vendaval também danificou estruturas metálicas do palco da Semana Farroupilha em Canoas-RS, que desabou. Todas as programações previstas foram canceladas. Segundo a Metsul Meteorologia, em Porto Alegre, no aeroporto Salgado Filho,  e em municípios do Vale dos Sinos, os ventos chegaram a 90 km/h.

No Paraná os ventos chegaram a 70km/h em Cascavel, no oeste, e Palmas, no sul do estado. Em Curitiba o vento forte provocou quedas de luz em vários pontos da cidade e o trânsito ficou complicado com o desligamento de semáforos e a queda de árvores.

Foto: RedeNews24hs
Curitiba/ Foto: RedeNews24hs

Próximos dias

Na quarta-feira (14), o ciclone começa a se afastar para o oceano na altura do Rio Grande do Sul e o mar sobe rapidamente com picos de 4 metros no litoral gaúcho. Ondas de 2,5 metros a 3 metros também são esperadas para o litoral de Santa Catarina.  Pode ocorrer ressaca nos dois estados.

A quinta-feira (15) começa ainda com o mar bastante agitado no Rio Grande do Sul, mas a tendência é de diminuição das ondas até à noite. Já o litoral de Santa Catarina pode ter ondas de até 3,5 metros. Neste dia, o mar começa a subir nas praias de São Paulo e do Rio de Janeiro à noite, com ondas entre 2 e 2,5 metros. A ressaca está mantida.

A sexta-feira será de mar agitado no litoral paulista e fluminense. No Rio de Janeiro, a previsão é de ondas entre 2,5 metros a 3 metros, e em São Paulo entre 2 a 2,5 metros. O mar também sobe no litoral sul do Espírito Santo com ondas até 2 metros.  Há risco de ressaca, exceto no litoral capixaba.

 

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="385150" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]