Vereadores de Guarapuava são condenados por furar a fila do SUS

Redação


Dois vereadores de Guarapuava, no centro-sul do Paraná, foram condenados após interferirem na fila de consultas médicas do SUS (Sistema Único de Saúde).

Além dos parlamentes, 3 assessores e a ex-diretora do Cisgap (Consórcio Intermunicipal de Saúde de Guarapuava, Pinhão e Turvo) também foram condenados.

VEREADORES E MAIS 5 PESSOAS PARTICIPAVAM DE ESQUEMA QUE GERENCIAVA FILA DE ESPERA DO SUS EM GUARAPUAVA

De acordo com o MPPR (Ministério Público do Paraná), o grupo fazia a inserção de dados falsos no sistema de informática que gerenciava as filas de espera de consultas médicas para favorecer alguns usuários.

Participavam do esquema os vereadores Celso Costa (PPS) e Márcio Carneiro (PPS), o ex-vereador Edony Klüber, a ex-diretora do Cisgap Márcia de Brito e três assessores.

Conforme a denúncia, os vereadores e seus assessores, com conhecimento da então diretora do Cisgap, usavam sua influência para que alguns usuários ‘furassem’ a fila de espera, prejudicando os demais usuários.

  • a ex-diretora recebeu pena de 18 anos e 20 dias de reclusão;
  • um dos vereadores foi condenado a 9 anos de reclusão em regime fechado;
  • outro vereador foi condenado a 5 anos e 3 meses em regime inicial semiaberto;
  • já os assessores foram condenados a penas variando entre 4 anos e 4 meses e 5 anos e 20 dias de reclusão e regime inicial semiaberto;

Ainda cabe recurso da sentença de primeiro grau, proferida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da comarca.

Previous ArticleNext Article