Vereadores rejeitam multa para festas clandestinas

William Bittar - CBN Curitiba

pandemia, covid-19, câmara dos vereadores, curitiba, projeto de lei, multa, festas clandestinas, festa clandestina

Os vereadores de Curitiba rejeitaram o projeto de lei que estipula multa de R$ 15 mil a proprietários de imóveis onde forem realizadas festas clandestinas durante a pandemia da Covid-19.

Segundo o texto, é definida como festa clandestina qualquer evento de entretenimento não autorizado pela Prefeitura de Curitiba, no qual haja cobrança pela participação ou pelo consumo de bebidas e alimentos.

Segundo a proposta, as aglomerações colocam em risco os frequentadores e aqueles que entram em contato com essas pessoas.

O líder da Prefeitura de Curitiba na Câmara de Vereadores, Pier Petruziello, ressaltou que os decretos municipais e também o decreto estadual proíbem a realização dessas atividades, inclusive, são alvo de ação policial quando identificadas e que, não há necessidade de um projeto para coibir a realização de festas.

“Eu particularmente acho que a prefeitura não tem nem condições de fiscalizar cada vez que nós colocamos mais multa, mais fiscais. Daqui a pouco nós vamos ter que ter 100, 200 mil fiscais para todos os eventos que acontecerem na cidade. Festas clandestinas já são proibidas, já é um absurdo e nós temos que repudiar”, disse.

NOVO CORONAVÍRUS

Até esta segunda-feira (15), a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou 83 mortes pela Covid-19, além de 1.865 casos confirmados.

Previous ArticleNext Article