Visto sanitário distribuído por sindicato a bares não tem validade, alerta Secretaria

A SMS (Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba) alerta que o Visto de Adequações Sanitárias distribuído a alguns bares..

Redação - 11 de junho de 2020, 18:37

Daniel Castellano/SMCS
Daniel Castellano/SMCS

A SMS (Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba) alerta que o Visto de Adequações Sanitárias distribuído a alguns bares não recebeu a chancela dos técnicos da Vigilância Sanitária e, portanto, não tem validade do ponto de vista científico no combate à Covid-19.

O material gráfico foi elaborado e distribuído pelo Sindiabrabar (Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba). O visto foi colado em alguns estabelecimentos da capital.

O material tem como objetivo avisar os clientes sobre bares e restaurantes que tomaram providências a fim de diminuir o risco de contágio do coronavírus. No entanto, o Visto de Adequações Sanitárias não tem a chancela da SMS.

O órgão técnico responsável pelo controle das medidas sanitárias dos estabelecimentos da área de alimentação em atividade na cidade é a Vigilância Sanitária de Curitiba.

Conforme a prefeitura, o material que vem sendo distribuído a bares de Curitiba não foi submetido para análise e validação do órgão oficial. Por isso, o Visto de Adequações Sanitárias não pode ser apresentado como garantia de combate à Covid-19.