Volkswagen e Renault dão férias coletivas a funcionários

Mariana Ohde


Metalúrgicos da Renault e da Volkswagen que trabalham nas fábricas de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, estão em férias coletivas desde a segunda-feira (20).

Na Renault, são cerca de 500 os funcionários, que ficarão em casa por dez dias. Eles trabalham na linha de utilitários, conforme informação repassada pelo Sindicato dos Metalúrgicos. A objetivo da paralisação temporária das atividades é ajustar o volume de produção. Já na Volkswagen, todos os trabalhadores receberam férias coletivas: são cerca de 2.800 empregados, de acordo com Jamil D’Ávila, secretário geral do sindicato da categoria. Segundo ele, a medida adianta o período de descanso do ano que vem e é motivada por problemas com fornecedores.

As férias coletivas nas duas empresas devem se estender até a próxima quarta-feira (29) e na quinta-feira (30) todo o pessoal retoma os postos de trabalho. “A preocupação maior é com os trabalhadores da Volkswagen, que já vêm de 20 dias de férias coletivas, trabalharam uma semana e agora saem por mais dez dias. Ou seja, os trabalhadores já estão adiantando as férias de 2017”, explica.

Segundo o D’Ávila, o sindicato dos metalúrgicos não acredita na possibilidade de demissões, uma vez que a empresa está no Programa de Proteção ao Emprego (PPE), do Governo Federal, que prevê redução dos salários e da jornada de trabalho mediante a preservação dos empregos. Porém, o sindicato deve permanecer atento aos próximos acontecimentos, uma vez que o impasse com os fornecedores pode deixar os trabalhadores sem atividades na fábrica.  “Se não tiver peças para a produção, nós vamos ter que buscar alternativas para os trabalhadores, ou novas turmas de lay-off, ou novas férias coletivas. Não vamos medir esforços para manter os empregos”, garante.

Resposta

A Volkswagen afirmou que não vai se manifestar sobre as férias coletivas concedidas aos empregados por equanto. Já a Renault encaminhou nota em que confirma a paralisação da linha de produção do veículo Master no período de 20 a 29 de junho. A medida, segundo a montadora, foi adotada para a adequação da produção à demanda de mercado.

(Com informações da CBN Curitiba)

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal