Zoonoses recebe média de dez denúncias por dia em Maringá

Julie Gelenski


Com Metro Jornal Maringá

A Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) de Maringá recebe, em média, dez ligações por dia solicitando a captura de animais abandonados em vias públicas ou vítimas de maus-tratos.

As denúncias são feitas através do telefone 156 da Ouvidoria Municipal.

De janeiro de 2016 até a última sexta-feira (27), a Ouvidoria registrou 919 ligações. Do total de solicitações, 814 foram atendidas e 105 estão em andamento.

Os atendimentos, no entanto, não correspondem ao número de animais recolhidos e encaminhados à unidade.

O médico veterinário Elpídio Gonçalves Serra explicou que, antes de serem capturados, os animais passam por uma avaliação. São recolhidos apenas aqueles que representam risco à saúde.

“Recolhemos os animais agressivos, que estão doentes ou que apresentam ameaças à população”, explica.

O número de animais resgatados e levados para a unidade no ano passado não foi informado.

Espaço Inaugurado em 2014, a unidade é um abrigo temporário de animais com o objetivo de executar ações, atividades e estratégias de vigilância, prevenção e controle de doenças de transmissão vetorial.

Os serviços realizados pela unidade se destinam à vigilância dos fatores de risco relativos às zoonoses e acidentes causados por animais peçonhentos e venenosos.

A UVZ também realiza o recolhimento, vacinação e eutanásia de cães, com vistas ao controle da raiva.

Cabe ainda a unidade de zoonose orientar a população em relação aos cuidados e os riscos de transmissão de doenças, bem como o desenvolvimento de atividades que visam a posse responsável de animais domésticos.

Serviço:

A Unidade de Vigilância de Zoonoses fica na Rodovia Deputado Silvio Barros.

O telefone é (044) 3901-1176.

O atendimento é das 8h às 17h

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="411754" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]