Coluna Social
Compartilhar

Em tempo

“A cada silêncio escondido, em vento que traça nossa alma, na juventude de nossos rostos, com o suspiro de palavras esco..

Ruy Barrozo - 12 de junho de 2016, 19:29

“A cada silêncio escondido, em vento que traça nossa alma, na juventude de nossos rostos, com o suspiro de palavras escondidas, dentro a linha do tempo, que tentam ser ditas como forma de poesia, lidas a escolha de um bom escritor, que consiga expor nossos poemas, a cada coração escolhido, para que possa, nos seguir rompendo todos nossos silêncios sem medo, de um longo livro a ser escritos por nós... Por que somos nós mesmos o escritor de nosso silêncio”. - Vilson Goveia.ruy.barrozo