Coluna Social
Compartilhar

Evolução que se aprende na escola

CWB ganha uma nova escola de cursos livres com foco no desenvolvimento pessoal e profissional.Neste mês de junho ..

Ruy Barrozo - 24 de junho de 2016, 23:02

CWB ganha uma nova escola de cursos livres com foco no desenvolvimento pessoal e profissional.

Neste mês de junho a Akademia Escola de Provocações abre as portas em CWB. O lançamento será logo mais, às 19h, no Villa Coworking, no mesmo dia da primeira provocação “Reflexões sobre o fim do mundo”, que será ministrada pelo jornalista Rulian Maftum, fundador da Akademia.

“A ideia da Akademia é ser um espaço para a troca de ideias qualificadas. Para apresentação de temas incomuns, mas importantes para o desenvolvimento de todas as relações, sejam com pessoas ou organizações. Também, para a discussão de temas comuns, mas com abordagens diferentes, criativas e inusitadas”, explica Rulian Maftum.

O nome Akademia foi inspirado na escola criada pelo filósofo Platão, em 380 a.C.

Ele transformou em realidade um sonho pessoal ao criar um local para troca de conhecimentos, estudos e reflexões.

A iniciativa recebeu o nome de Hekademia, e é considerada uma das primeiras escolas da história.

E a inspiração também está na metodologia, com vivências baseadas na troca de experiências, conhecimentos e no diálogo.

A proposta da Akademia se concretiza por meio de “Provocações”, encontros informais com objetivo de despertar pensamentos e emoções.

“A ideia é oferecer espaços para as pessoas que buscam evolução na vida e na carreira, mas com linguagem acessível, divertida e direta”, completa Rulian.

Os programas propostos são conduzidos por “provocadores”, pessoas com formação em comunicação, artes, psicologia e tecnologia e que possuem amplo conhecimento e profunda experimentação dos temas.

Pessoas que, antes de tudo, acreditam que é importante buscar constantemente a evolução pessoal e profissional.

A primeira agenda de provocações da Akademia Escola de Provocação vai de junho a setembro.

São 14 programas com diferentes abordagens.

“Nós partimos da ideia de que a pessoa é uma só. E que ao desenvolver a pessoa isso gera benefícios na vida e na carreira”, explica Rulian Maftum.ruy.barrozo