Coluna Social
Compartilhar

IAP comemora 99 anos e divulga vencedor do III Prêmio Francisco Cunha Pereira Filho

A terceira edição do prêmio lançado pelo IAP em 2009 teve como tema "Manifestações populares e o regime democrático".ANÚ..

Ruy Barrozo - 10 de junho de 2016, 23:06

A terceira edição do prêmio lançado pelo IAP em 2009 teve como tema "Manifestações populares e o regime democrático".

285393_610792_jose_lucio_glomb_no_jantar_comemorativo_aos_98_anos_do_iap

José Lúcio Glomb

O Instituto dos Advogados do Paraná - IAP, presidido pelo advogado José Lucio Glomb, comemora nesta quinta-feira, 99 anos de fundação.

O aniversário será comemorado com um jantar por adesão no Graciosa Country Club, e na ocasião será divulgado o vencedor do III Prêmio Francisco Cunha Pereira Filho.

A terceira edição do prêmio lançado pelo IAP em 2009 teve como tema "Manifestações populares e o regime democrático".

285393_610794_jantar_realizado_em_2015_em_comemoracao_aos_98_anos_do_iap

O advogado Raphael Ramos Monteiro, do Rio de Janeiro, foi o vencedor com o artigo jurídico "Democracia em marcha: manifestações, pluralismo e cidadania no Brasil contemporâneo".

Durante o jantar comemorativo aos 99 anos de fundação do IAP serão homenageados os vencedores das três edições do Prêmio Francisco Cunha Pereira Filho.

Além de Raphael Monteiro, também estarão presentes os vencedores das edições anteriores: Bianca Botter Zanardi, autora do artigo "A imprensa e a Liberdade de Expressão no Estado Democrático de Direito: Análise de Concepção da Justiça difundida pelos meios de comunicação de massa" vencedora da primeira edição do prêmio, e Gustavo Osna, autor do trabalho vencedor da segunda edição com o texto "Entre a teoria e a concretização: possibilidades, limites e funções para nova lei de imprensa".

"Nem sempre foi possível preservar nossa liberdade de expressão. Restauradas as liberdades civis, a expressão ‘liberdade de expressão’ passou a incorporar também sentidos mais amplos e já se pode falar em liberdade de ser, o que é bem mais que apenas a liberdade de falar, gritar, rezar ou cantar. Foi sob este prisma que nós, do Instituto dos Advogados do Paraná, instituímos a terceira edição do Prêmio Francisco Cunha Pereira Filho de Liberdade de Expressão com o tema das manifestações populares sob o regime democrático" disse José Lucio Glomb.

O concurso é destinado à comunidade jurídica e podem participar todos aqueles que possuem diploma de bacharel em Direito.

285393_610795_iap_98_anos

José Lúcio Glomb e Guilherme Doring Cunha Pereira

Com recompensa R$ 50 mil para o autor do melhor artigo, o prêmio busca estimular a produção cultural da comunidade jurídica brasileira.

A comissão julgadora foi composta pelos juristas; Carlos Ayres Britto - presidente de honra, Clèmerson Merlin Clève, Egon Bockmann Moreira, Jónatas Eduardo Mendes Machado, Newton José de Sisti, Patrícia Blanco, René Ariel Dotti e Rodrigo Xavier Leonardo.

O vencedor da terceira edição do prêmio, advogado Raphael Ramos Monteiro de Souza, é bacharel pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, radicado em Brasília, onde exerce cargo na Advocacia Geral da União.

Ele usou o pseudônimo Umbabarauma, e obteve a média 8,83.

Jantar

O jantar por adesão comemorativo aos 99 anos do IAP acontece nesta quinta-feira no Graciosa Country Club.

A partir das 19h30min será feita a entrega do prêmio e homenageados os vencedores.ruy.barrozo