Coluna Social
Compartilhar

RB Agricultura

Organização Internacional do Café sediada em Londres registra nível de preço mais elevado de café nos últimos 21 meses.A..

Ruy Barrozo - 20 de novembro de 2016, 15:41

Organização Internacional do Café sediada em Londres registra nível de preço mais elevado de café nos últimos 21 meses.

!cid_57aa51d7349b6242286abe9b7b52d5f00d10a76c@zimbra

OIC destaca que o total das exportações no ano cafeeiro 2015/16 foi de 111,830 milhões de sacas de 60 kg.

A Organização Internacional do Café – OIC, sediada em Londres, traz como um dos destaques no seu Relatório sobre o mercado de café de outubro de 2016 que a escassez de café robusta provocou a maior alta de preços nos últimos 21 meses no mercado.

Para a Organização, em outubro deste ano a alta verificada foi significativa e, com isso, a média mensal do indicativo composto de preços da OIC foi de 142,68 centavos de dólar norte-americano por libra-peso, a qual atingiu seu nível mais elevado desde janeiro de 2015.

A elevação verificada recentemente nos preços do café foi muito influenciada pela redução da oferta dos cafés robustas e também pela crescente especulação sobre o tamanho da próxima safra brasileira de 2017/18, pois se trata de um ano-safra de menor produção no ciclo da bienalidade dos cafés arábicas do país, segundo a OIC.

Com a continuação da recente recuperação dos preços, em outubro, a média mensal do indicativo composto da OIC foi a mais alta que se registrou desde janeiro de 2015.

O Relatório da OIC também apresentou recuo, pelo segundo ano consecutivo, no total das exportações de café na safra 2015/16, depois dos recordes alcançados nos quatro anos cafeeiros anteriores. No ano cafeeiro 2015/16 – que para a OIC compreende o período de outubro de 2015 a setembro de 2016 – foram exportadas 111,830 milhões de sacas, o que representou uma redução de 0,7% em relação ao ano cafeeiro 2014/15, que foi 112,645.ruy.barrozo