Coluna Social
Compartilhar

RB Editorial

5 resoluções positivas para se transformar em 2018 - * Laura Lobo e Nelma da Silva Sá.É tradição: chega o mês de ..

Ruy Barrozo - 19 de dezembro de 2017, 13:48

5 resoluções positivas para se transformar em 2018 - * Laura Lobo e Nelma da Silva Sá.

É tradição: chega o mês de dezembro e o que mais se fala é nas tais promessas de fim de ano.

Academia, emprego, família, relacionamentos.

A extensa lista é muito peculiar para cada pessoa.

No entanto, todas elas têm em comum a busca pela transformação individual, por colocar um pé no caminho que leve à tão almejada felicidade.

O que muitos deixam de lado é o fato de que a transformação começa dentro de nós mesmos e passa necessariamente pela relação que estabelecemos com os outros.

Afinal, vivemos em sociedade, e cada ação aqui é uma semente plantada para um resultado amanhã.

Nossas conquistas são resultado de nossas próprias ações, portanto será por meio das nossas atitudes que alcançaremos um ano melhor, uma vida melhor.

Abaixo uma lista com 5 resoluções positivas que você pode tomar para transformar a si mesmo e o mundo ao seu redor, visando atingir seus objetivos.

1. Responsabilize-se pelas escolhas da sua vida

Cada ação leva a uma reação. Fica desabafando contra o mundo todo no Facebook? Fica fofocando sobre os chefes? Então reveja seus hábitos. São as suas atitudes que criam uma corrente positiva capaz de trazer as transformações desejadas; e o oposto. Nós trilhamos o caminho que, consciente ou subconscientemente, escolhemos. Responsabilize-se pelo que faz, coloque-se no controle de sua vida.

  1. Invista no autoconhecimento

Quando você muda, tudo à sua volta muda junto, e isso cria uma onda. Se você deseja ser mais feliz, deve buscar também a felicidade daqueles que estão por perto. Ao investir em autoconhecimento, você investe no seu desenvolvimento, na sua evolução. Isso o torna capaz de criar novos hábitos, enxergar a vida e os outros de uma maneira mais assertiva, mais verdadeira.

  1. Comunique para impulsionar

Seja pessoalmente, no telefone ou pelas mídias sociais, comunique-se sempre para motivar, fazer com que o outro tome uma atitude positiva. Use uma comunicação assertiva, escolhendo bem as palavras e o tom de voz. Reduzir diferenças é construir uma sociedade melhor, e as vantagens são sentidas por todos.

4. Transforme-se por meio dos conflitos

Os conflitos não são necessariamente uma coisa ruim. Se você tem uma escuta profunda, um olhar generoso e cria uma comunicação para impulsionar, esses conflitos se convertem em uma oportunidade de mudança. Infelizmente, nossa sociedade ensina a fugir da dor e da tristeza, mas esses sentimentos são parte de nossa essência. Temos que integrá-los para que possamos transformá-los em algo maior, em uma chance de crescer como pessoas.

  1. Coopere para crescermos juntos

Somos uma rede. Tudo o que você faz afeta diretamente o outro. Cooperando no sentido altruísta da palavra nós criamos uma rede diferente, na qual relacionamentos, comunicação, negócios e até a economia de toda uma nação muda, sempre com foco no bem-estar de cada indivíduo.

* Laura Lobo e Nelma da Silva Sá são respectivamente presidente e vice-presidente da UNIPAZ São Paulo, uma Universidade aberta de ensino com 14 unidades no Brasil e 5 no exterior e que adota como metodologia em todas as suas atividades, a abordagem transdisciplinar holística que propõe uma visão não fragmentada da realidade e o diálogo das diversas ciências, filosofias, artes e tradições sapienciais.

ruy.barrozo