Coluna Social
Compartilhar

RB| Festival de Teatro

“Um Ricardo III”, dirigida por Rafael Camargo, segue em cartaz no Teatro Enio Carvalho.Antigo Espaço FALEC, o loc..

Ruy Barrozo - 07 de abril de 2018, 01:28

“Um Ricardo III”, dirigida por Rafael Camargo, segue em cartaz no Teatro Enio Carvalho.

Antigo Espaço FALEC, o local foi reformulado e abriga temporada da peça também durante o Festival de Curitiba.

O espetáculo “Um Ricardo III”, adaptação da obra clássica de William Shakespeare, segue em cartaz até o próximo dia 15 no novo Teatro Enio Carvalho - TEC, antigo Espaço Cultural FALEC.

A peça é dirigida por Rafael Camargo, com produção de Dimas Bueno e tem no elenco os atores e atrizes Pagu Leal, Bruno Rodrigues, Chriris Gomes e Zeca Cenovicz.

O texto original rende um espetáculo extenso, com até cinco horas de duração.

No palco do Teatro Enio Carvalho, no entanto, uma proposta diferente é apresentada.

Buscando capturar a essência do texto, a montagem terá aproximadamente 50 minutos, com um formato de encenação que segue a linha de pesquisa que Camargo vem desenvolvendo nos últimos anos.

“Podemos chamar de teatro mínimo ou essencial, buscando ‘limpar’ todos os excessos. Substancialmente, ficam o essencial da interpretação, do figurino, da luz, do cenário e da sonoplastia. Podemos dizer que é uma forma vanguardista de apresentar este texto”, explica o produtor da peça, Dimas Bueno.

Para Rafael Camargo, o trabalho deve provocar reflexões na plateia. “Focamos na personalidade do Ricardo lll, nos bastidores da política e do poder e na construção de uma imagem. É a mentira repetida se tornando verdade, a manipulação da opinião pública, a construção de um projeto de poder. Parece que tudo foi escrito hoje”, diz o diretor.

“São quatro atores e quatro versões de um personagem. A experiência de cada um reflete quatro possibilidades humanas”, complementa.

As apresentações acontecem entre os dias 10 de março e 15 de abril, de quarta-feira a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h.

Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada).

Os espetáculos das quartas-feiras, 14 e 21 de março, são gratuitos.

Após a encenação da peça sempre acontecerá um bate-papo entre os atores e o público abordando o processo de criação do espetáculo.