Coluna Social
Compartilhar

RB| Francischini diz que Ratinho deve tomar decisão sábia e não apoiar ninguém à Prefeitura de Curitiba

O pré-candidato á prefeitura de Curitiba e deputado estadual foi entrevistado no Jornal da Banda B na segunda-feira.ANÚN..

Ruy Barrozo - 05 de fevereiro de 2020, 13:37

O pré-candidato á prefeitura de Curitiba e deputado estadual foi entrevistado no Jornal da Banda B na segunda-feira.

“O que fazer quando três aliados se apresentam como pré-candidatos à prefeitura de Curitiba? Nada; ou seja, não apoiar ninguém.”

Está é a opinião do deputado estadual Fernando Francischini, presidente da Comissão de Constituição e Justiça - CCJ, na Assembleia Legislativa do Paraná, líder da maior bancada e apoiador do governador Ratinho Júnior - PSD.

O maior nome do PSL no estado já está em pré-campanha pelo cargo de prefeito da capital desde o ano passado e disse hoje, em entrevista à Banda B, que espera uma posição isenta de Ratinho no pleito em outubro.

“Já falei com o governador e ele tem um olhar muito técnico sobre a eleição em Curitiba. Do ponto de vista político, são três nomes de aliados do governador: Rafael Greca que não é oposição pelo DEM, o secretário estadual Ney Leprevost, também do PSD e eu que sou presidente da CCJ e aprovei 100% dos projetos do governo. Não há como ele entrar numa eleição apoiando alguém. Acho que a decisão mais sábia é essa já que todos são aliados”, disse Francischini.

Levantamento da Paraná Pesquisas realizado no último mês de 2019 mostrou que Ratinho Junior tinha uma aprovação de 73,6% entre os curitibanos.

A reprovação era de 22% e 4,4% “não sabe ou não opinou”.

O Instituto ouviu 1.352 eleitores de Curitiba, durante os dias 11 a 13 de dezembro de 2019.

Grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5% para os resultados gerais.