Coluna Social
Compartilhar

RB| Institucional

MPPR concentra atendimento à população no Centro Cívico.Esta sexta-feira data em que se comemora o Dia Nacional d..

Ruy Barrozo - 15 de dezembro de 2018, 02:14

MPPR concentra atendimento à população no Centro Cívico.

Esta sexta-feira data em que se comemora o Dia Nacional do Ministério Público, será marcada pelo início oficial das atividades do Complexo Arquitetônico do Ministério Público do Paraná no Centro Cívico.

Nos três prédios que formam o conjunto em CWB, um deles construído e ocupado recentemente, além da Administração Superior, estão agrupadas várias áreas que prestam atendimento direto à população, como Ouvidoria, Promotoria das Comunidades, Promotorias de Justiça da Educação, da Saúde, do Consumidor, dos Direitos Constitucionais e de Crimes Dolosos contra a Vida e o Núcleo de Apoio às Vítimas de Estupro.

O complexo arquitetônico do MPPR no Centro Cívico reúne a nova sede - Bloco II e o Edifício Affonso Alves de Camargo - Bloco I, ambos situados na Rua Marechal Hermes, e o Edifício Caetano Munhoz da Rocha - Bloco IV, na Rua Deputado Mário de Barros.

As instalações somam aproximadamente 38 mil metros quadrados.

Estão previstas ainda mais duas construções: o Bloco III, que está em fase de licitação, e o Bloco V, com estudos para a elaboração do projeto em andamento.

Benefícios – “A população é a maior beneficiada com a consolidação desse conjunto arquitetônico. Aqui, o cidadão pode encontrar, em um mesmo local, diferentes serviços que o Ministério Público oferece e não precisa fazer grandes deslocamentos para transitar entre as unidades da instituição, caso seja necessário. Além disso, os prédios possuem plenas condições de acessibilidade”, comenta o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia.

Outra vantagem é a entrega das subsedes Casa Rosada - Rua Marechal Floriano Peixoto, 1251, Baracat - Rua Marechal Deodoro, 1028, Tibagi - Rua Tibagi, 779 e Paraguassu - Rua Paraguassu, 478.

As três últimas eram locadas e a devolução dos prédios proporcionará economia aos cofres públicos.

A centralização das unidades do MP vai contribuir também para a otimização de recursos e serviços, em especial no aspecto logístico (em áreas como limpeza, segurança, transporte, comunicação e infraestrutura), e na padronização dos ambientes de trabalho.

Além disso, a ideia de unidade do complexo arquitetônico vai proporcionar o fortalecimento institucional, ao facilitar a identificação visual da estrutura do Ministério Público.

Sustentabilidade, segurança e acessibilidade – O Bloco II do MPPR possui uma área construída de mais de 16 mil metros quadrados.

São oito pavimentos, além do térreo e de dois subsolos de garagem.

Na nova sede trabalham 379 integrantes entre membros e servidores, sendo 863 na soma dos três blocos.

O novo prédio possui soluções sustentáveis, como um sistema de reutilização da água de chuva e alta tecnologia nas instalações digitais, que favorece a economia de energia elétrica.

Entre os Blocos I e II foi construído um túnel, cruzando a Rua Marechal Hermes, com o objetivo de tornar mais seguro o trânsito de pedestres entre as duas sedes.

A trincheira subterrânea facilita a circulação das pessoas que trabalham nos dois edifícios e o acesso da população que procura o MPPR, incluindo pessoas idosas e com deficiência, que têm dificuldade de atravessar a via.

No quesito acessibilidade, o prédio conta com estrutura adequada para as pessoas com deficiência, como rampas de acesso, elevadores adaptados, banheiros específicos e placas identificadas em Braile, para pessoas com deficiência visual.