Coluna Social
Compartilhar

RB Literatura

Roma para sempre: um romance proibido entre o Ocidente e o Oriente.Nova obra da romancista carioca Sayonara Salvi..

Ruy Barrozo - 23 de janeiro de 2017, 23:14

Roma para sempre: um romance proibido entre o Ocidente e o Oriente.

Nova obra da romancista carioca Sayonara Salvioli aborda temas impactantes e universais, como intolerância religiosa e terrorismo.

Capa.indd

No atual cenário, o terrorismo – sem dúvida, o maior dos fenômenos internacionais entre os conflitos do nosso tempo – preocupa governos e sociedade.

Episódios violentos e extremistas têm contado essa história – seja por grupos que se destacaram com ações de terror na Europa, seja pelos ataques terroristas assumidos pelo Islã.

Diante da polêmica do momento mundial, a escritora Sayonara Salvioli não foge ao debate e lança Roma para sempre, um enredo romântico clássico com pitadas de policial.

A trama apresenta uma história de amor entre uma famosa estilista italiana e um poderoso sheik dos Emirados Árabes.

Um amor proibido entre o Ocidente e o Oriente foi o tema escolhido pela autora para este segundo volume da Coleção Amores Proibidos, da Primavera Editorial.

Tudo começa quando a estilista Paola Romanatto é testemunha de uma explosão no aeroporto de Madrid-Barajas, em novembro de 2015 – uma semana após os ataques de Paris.

Tempos depois, a protagonista recebe uma proposta de trabalho do sheik Malik Shaad, dono de petroleira internacional e acionista forte da Bolsa de Nova York.

Uma vez na terra das Mil e Uma Noites, apesar dos contrastes existentes, a católica apostólica romana se apaixona pelo muçulmano, vivendo um dilema digno das melhores tramas: até que ponto pode resistir um romance que já começa com o conflito da diferença?

Com uma narrativa envolvente e sensual, apesar dos temas fortes que retrata, Roma para sempre leva o leitor a uma viagem deliciosa pela Cidade Eterna e também pelas exuberâncias cênicas dos Emirados Árabes, fazendo-o transitar ainda pelo terreno do suspense.

Contudo, o mais apaixonante mesmo é o romance em si de Paola Romanatto e Malik Shaad – um amor proibido pela tradição cultural e pela religião – e fascinante como o deserto: “E, agora, novamente sob a amplidão de areia coberta de astros, fle­xiono-me como uma nadja (...) Posso ver os olhos pérolas-negras de Malik se iluminarem a ponto de quase virarem, de verdade, duas bolas de fogo!

A madrugada cai como os meus véus, e o deserto é um imenso tape­te árabe perolado sob o firmamento de mil e uma estrelas”. (p.79).

Sayonara Salvioli escreveu também o primeiro volume da série Amores Proibidos, Perfumes de Paris.

A coleção apresenta amores vividos através do tempo e ao redor do mundo, enfrentando proibições diversas: da sociedade, da religião, da família, dos governos, da doença, da guerra etc.ruy.barrozo