Coluna Social
Compartilhar

RB Opinião

A “divina Caiobá” está voltando para os tempos de “Garota Caiobá”, do saudoso Dino Almeida. * Maximilian Santos.N..

Ruy Barrozo - 01 de fevereiro de 2018, 15:43

A “divina Caiobá” está voltando para os tempos de “Garota Caiobá”, do saudoso Dino Almeida. * Maximilian Santos.

Não sei se é a tendência dos anos 80, que veio forte não só na moda, na decoração, no cinema e na televisão (até parece que as vezes influenciando na política), mas podemos sentir que Caiobá, em Matinhos, está voltando para o seu “glamour” dos anos 80.

FOTO_01_-_Dino_Almeida,_Rafael_de_Lala_segurando_um_microfone,_Ibrahim_Sued_e_Lélia_Brown,_no_Garota_Caiobá_(Créd._Arq._Pessoal)

O balneário que passou por um período de “ostracismo”, tanto do poder público como da sociedade – que migrou para o litoral catarinense nos últimos anos –, começa a reagir e voltar para o seu clima de elegância e badalação.

Os apartamentos e imóveis voltaram a ser valorizados; eventos frequentes estão trazendo sempre o veranista da sociedade curitibana; o Iate Clube de Caiobá está se mostrando cada vez mais forte; a reforma e os investimentos no calçadão e na orla, que deixaram a praia muito mais charmosa, são alguns dos pontos notáveis que ajudaram na volta do turismo “society” na região.

Como naqueles tempos, nomes do grande eixo empresarial de Curitiba são vistos em suas corridas matinais, frequentando restaurantes, jogando frescobol na Praia Mansa, em seus passeios de barco na Baía de Guaratuba, ou acompanhando seus filhos nas brincadeiras de férias.

Só nessa temporada, vi acionista de shopping de luxo de Curitiba, dona de grande fábrica de produtos alimentícios, família de um pré-candidato a presidência, estilista famosa nacionalmente, grande produtor de shows internacionais no estado, todos curtindo a temporada de verão em Caiobá.

É importante não esquecermos também da beleza natural que Caiobá tem e, de certa forma, de sua boa estrutura urbana.

Sem contar que, às vezes, aguentar mais de 6 horas de estrada para pegar uma praia cansa, como ocorre indo para Santa Catarina (ainda mais quando a pessoa está enfadada de tanto trabalhar na semana).

Que este seja um momento de desenvolvimento para Caiobá, a “divina”, para que todo o resto da região do litoral paranaense se beneficie, com um possível crescimento comparado ao que teve nos tempos em que era notícia frequente, nas colunas do saudoso e inspirador colunista Dino Almeida, na Gazeta do Povo, e dos seus marcantes eventos como o “Garota Caiobá”.

** Maximilian Santos – jornalista e diretor da Tipcomm – Assessoria em Comunicação.ruy.barrozo