Coluna Social
Compartilhar

RB| Perda

Faleceu no último dia 10, no Rio de Janeiro, aos 93 anos, a sociável e decoradora carioca Maria de Lourdes Prazer..

Ruy Barrozo - 21 de maio de 2020, 22:22

Faleceu no último dia 10, no Rio de Janeiro, aos 93 anos, a sociável e decoradora carioca Maria de Lourdes Prazeres Catão, vítima de Covid-19.

Ela foi casada com o engenheiro, deputado federal (1963-1967) e senador suplente (1967-1970) Álvaro Luís Bocaiuva Catão, catarinense de Imbituba.

Divorciada desde 1972, em 2001, no ano seguinte à morte do ex-marido, Lourdes revelou que o pai de seu primogênito, Álvaro Filho, era o cunhado, Francisco Catão.

Lourdes morou muitos anos em Paris e em New York.

Ela figurava constantemente nas cobiçadas listas das mais elegantes dos colunistas cariocas Jacinto de Thormes (pseudônimo do jornalista Maneco Muller) e Ibrahim Sued, nos anos 1950 e 1960.

Foi ela quem passou a conduzir o livro “Sociedade Brasileira”, espécie de guia nacional dos chiques que sua irmã, Helena Gondim, publicou durante décadas, até morrer em 2008.