Coluna Social
Compartilhar

RB| Recursos Humanos

Uso de redes sociais em ambiente empresarial afeta produtividade e pode gerar demissão por justa causa.Especialis..

Ruy Barrozo - 26 de abril de 2018, 21:49

Uso de redes sociais em ambiente empresarial afeta produtividade e pode gerar demissão por justa causa.

Especialista em direito trabalhista explica limites e benefícios das mídias em âmbito profissional.

"A liberdade de expressão é garantida constitucionalmente, mas precisamos lembrar que nosso direito existe até começar o direito do outro".

Foi assim que a advogada Cíntia Lanzoni, atuante na área de Direito do Trabalho, deu início ao encontro do Comitê Estratégico de Capital Humano, na Amcham/CWB.

A advogada esclareceu dúvidas, compartilhou casos e explicou situações chave no comportamento dos funcionários nas redes sociais. Estiveram em pauta questões como crimes contra a honra, preconceito, racismo, assédio moral e produtividade.

"Algo que começa como uma manifestação do contratado contra o empregador pode se tornar uma ofensa à moral, ou até mesmo uma calúnia, e, assim, foi praticado um crime em ambiente virtual", completa.

Mas, as redes sociais também podem trazer benefícios para o empregador, auxiliando na comunicação, agilidade e integração dos colaboradores.

"É um facilitador, porém necessário ser usado com cautela, para não correr riscos de jornadas extraordinárias por meio do uso constante do Whatsapp, por exemplo", acrescenta Cíntia.

Para resumir, a advogada afirma que não podemos generalizar situações e resoluções, cada caso é um caso.

"O importante é o cuidado, não agir por impulso na internet e a empresa ter um regulamento interno definido e estar amparada pelas leis previstas na Consolidação das Leis do Trabalho - CLT", conclui.